15.6.16

Em clima de desfile-festa, Rio Moda Rio abre temporada de moda carioca olhando para passado

author photo
Georges Henri, Simão Azulay, Maria Cândida Sarmento, Mauro Taubman, Betty Lago (todos em memória), Silvia Pfeifer e Xuxa foram algumas das personalidades homenageadas na abertura do evento.


Ontem, 14, em determinado momento da transmissão ao vivo no canal GNT a jornalista Lilian Pacce dava o recado, “devemos olhar mais para nosso passado”. O Rio Moda Rio, que deu inicio a sua primeira edição na última noite, soube muito bem cumprir o papel de celebrar momentos gloriosos que a moda carioca teve na década de 80 e 90 com históricas marcas como Company, Yes Brazil, Maria Bonita e Georges Henri.

O desfile, que lá pelas tantas virou festa, dirigido por Gringo Cardia, transformou-se em “ode” a personagens, personalidades e estilistas que com muita bravura ajudaram a construir o que hoje é conhecido como “jeitinho carioca de ser”, tão invejado e desejado ao redor do mundo. 

Talvez esse “jeitinho” andasse um pouco feriado, pelos inúmeros problemas que a cidade, infelizmente, enfrenta e também por, até então, não ter mais uma semana de moda - o Fashion Rio deu lugar ao Rio Moda Rio após o intervalo de duas temporadas. Voltar ao passado é sempre incentivador. 

Os vídeos que introduziam aos desfiles deixaram a noite ainda mais saudosista. Ali vimos a Company, com seu ar esportivo marcado pelas peças desejos que a juventude queria consumir, Maria Bonita e Georges Henri, donos de uma sofisticação exemplar, sem esquecer toda alegria e atitude que Simão Azulay trazia para sua Yes Brazil.

Silvia Pfeifer e Xuxa dois ícones fashions da época retornaram para as passarelas em homenagem a moda carioca.

O Rio Moda Rio está apenas começando (o evento está sendo realizado no Pier Mauá até sexta-feira, 17) e soube entrar na passarela com pé direito sendo muito festivo e leve como um bom carioca. Seja bem-vindo!

Proxima Proxima
Anterior Anterior

GUIA DE COMO SE VESTIR